Fonética em inglês: um guia de regras e como dominá-las

Compartilhe
Tempo de Leitura: 5 minutos
fonetica em ingles

Índice de conteúdos

Conhecer a fonética em inglês é fundamental para se comunicar com clareza no idioma.

Quando dominamos os padrões fonéticos do inglês, aprimoramos nossa habilidade de pronúncia e também de compreensão.

Se você não conhece as particularidades da fonética do inglês, não se preocupe! Após ler este guia sobre a fonética inglesa, você será capaz de entender como funciona a pronúncia do idioma melhor do que nunca.

Vamos começar?!

 

1. O que é fonética?

 

Comecemos pelo princípio!

A fonética não é nada mais do que a ciência que estuda os sons de uma língua, além de como eles são produzidos, transmitidos e percebidos pelos falantes.

Dessa maneira, a fonética desvenda os segredos por trás dos sons que compõem as palavras de um idioma e como esses sons se relacionam entre si na prática.

Na fonética do inglês, entendemos como os sons vocálicos e consonantais são produzidos e como suas variações afetam toda a comunicação.

Entenda mais a seguir!

 

2. Como a fonética do inglês influencia no aprendizado da pronúncia?

 

A fonética do inglês é um elemento crucial para uma pronúncia precisa e clara.

A falta de atenção às regras fonéticas em inglês pode levar a mal-entendidos e até mesmo a uma comunicação falha.

A seguir, iremos examinar algumas regras fonéticas-chave que impactam a pronúncia da língua inglesa.

 

3. Como é o alfabeto fonético em inglês?

 

O Alfabeto Fonético Internacional (AFI) é uma ferramenta poderosa que serva para representar os sons da fala em qualquer que seja o idioma.

 

Veja, então, alguns dos exemplos de sons fonéticos em inglês e sua representação gráfica (transcrição fonética) no AFI:

 

Som Exemplo de Palavra Transcrição Fonética (AFI)
/p/ “pen” (caneta) [pɛn]
/tʃ/ “church” (igreja) [tʃɜːrtʃ]
/d/ “dog” (cachorro) [dɒɡ]
/f/ “fish” (peixe) [fɪʃ]
/θ/ “think” (pensar) [θɪŋk]

 

fonetica do ingles

 

3.1 Word stress:

 

Se você estuda inglês, já deve ter ouvido falar do famoso “word stress”. Se não, não se preocupe – você irá saber tudo sobre ele a seguir!

O que é “word stress”?

Esse termo se refere à sílaba que é enfatizada em uma palavra em inglês, tornando-a mais audível e pronunciada com mais força.

Em muitos casos, a sílaba tônica (na qual é colocada o “word stress”) é mais longa, mais alta e mais clara do que as outras sílabas da palavra.

A realização dessa ênfase pode variar de palavra para palavra, o que pode afetar tanto o significado quanto a pronúncia geral da frase.

Veja a seguir por si próprio!

 

Exemplos de Word Stress na fonética do inglês

 

Vamos explorar alguns exemplos práticos para entender como o “word stress” do inglês pode alterar totalmente o sentido das palavras:

 

Substantivo Present  vs. Verbo Present:

    • Present (/ˈprɛzənt/): Quer dizer um presente ou oferta.

 

    • To Present (/prɪˈzɛnt/): Significa o ato de apresentar algo.

Substantivo Reject vs. Verbo Reject:

    • Reject (/ˈriːdʒɛkt/): Algo que foi descartado.

 

    • To Reject (/rɪˈdʒɛkt/): Significa o ato de recusar ou não aceitar algo.

Substantivo Conflict vs. Verbo Conflict:

    • Conflict (/ˈkɒnflɪkt/): Significa um confronto ou desacordo.

 

    • To Conflict (/kənˈflɪkt/): Refere-se a entrar em confronto ou discordar.

A Importância do Word Stress

 

Você já percebeu que o “word stress” pode alterar o sentido inteiro de uma palavra em inglês, não é?

Mas não para por aí! A acentuação silábica também pode desempenhar um papel na compreensão das intenções e emoções do falante.

A ênfase inadequada em uma sílaba em inglês pode levar a mal-entendidos. Portanto, estar ciente das sílabas tônicas ajuda a melhorar a clareza da comunicação e aprimora a sua comunicação por completo!

 

 4. Ligação de sons entre palavras

 

A ligação de sons entre as palavras no inglês é uma característica marcante da fonética do idioma.

Esta ligação é, na verdade, um fator que contribui para uma fala fluente e natural, e pode ainda denunciar um falante nativo de um estrangeiro.

Assim, saber como os sons se conectam entre as palavras no inglês é crucial para trabalhar sua pronúncia e tornar sua fala mais fluente.

Vamos, então, analisar como funciona essa ligação de sons!

 

O que é Ligação de Sons no Inglês?

 

No inglês, a ligação de sons entre palavras ocorre quando o som final de uma palavra se conecta harmoniosamente com o som inicial da palavra seguinte.

Esse fenômeno da pronúncia ajuda a evitar pausas abruptas e a criar uma fala mais fluida e amarrada.

 

Exemplos de Ligação de Sons

 

Vamos entender esse fator melhor através de alguns exemplos de ligação de sons do inglês:

 

1. “I want to” (Eu quero) soa como “ai wɒnt tə“.

2. “Good job” (Bom trabalho) soa como “ɡʊdʒɒb“.

3. “Green apple” (Maçã verde) soa como “ɡriːnæpl“.

4. “Last night” (Noite passada) soa como “læstnaɪt“.

5. “First time” (Primeira vez) soa como “fɜːrsttaɪm“.

 

Ligação de Sons e Compreensão

 

Dominar a ligação de sons entre palavras não apenas melhora sua pronúncia, mas também sua compreensão auditiva.

Quando você se torna habilidoso em reconhecer a ligação de sons em falas rápidas, é mais provável que entenda a fala nativa na prática com mais agilidade.

Para aprimorar suas habilidades de ligação de sons, pratique lendo em voz alta, ouça falantes nativos e observe como eles conectam os sons. Com o tempo, você se tornará mais confiante em incorporar essa técnica à sua própria fala.

 

5. Vogais longas e vogais curtas em inglês

 

Na fonética em inglês, o “comprimento” das vogais, ou seja, a duração da pronúncia, desempenha um papel crucial na distinção entre palavras.

Vogais longas e curtas em inglês podem mudar completamente o sentido de alguns termos, e é importante capturar essas nuances para uma pronúncia precisa.

Vamos explorar essa diferença a seguir!

 

Vogais Longas

 

As vogais longas do inglês são sons de vogais que têm uma duração prolongada. Assim, confere-se um som mais alongado à sílaba.

Elas muitas vezes se distinguem das vogais curtas por parecerem mais “abertas”. Veja alguns exemplos:

 

1. “beet” (/biːt/): Compare com “bit” no tópico a seguir.

2. “feet” (/fiːt/): Compare com “fit” no tópico a seguir.

3. “pain” (/peɪn/): Compare com “pen” no tópico a seguir.

 

Nesses exemplos, a duração prolongada das vogais longas é notável e faz a diferença na pronúncia e no significado das palavras.

 

Vogais Curtas

 

As vogais curtas do inglês, por outro lado, têm uma duração mais breve e podem soar mais “fechadas” em comparação com as longas.

Veja como isso afeta o som e o significado:

 

1. “bit” (/bɪt/): Compare com “beet” no tópico anterior.

2. “fit” (/fɪt/): Compare com “feet” no tópico anterior.

3. “pen” (/pɛn/): Compare com “pain” no tópico anterior.

 

Dá para perceber que as vogais curtas em inglês são rápidas e têm um impacto direto no ritmo e na clareza da fala, não é?

 

Agora é só praticar a fonética em inglês!

 

Dominar a pronúncia em inglês pode ser uma jornada árdua – mas conhecer a fonética do idioma pode ser um atalho para chegar lá mais depressa!

Explore os sons mencionados, pratique regularmente e ouça atentamente aos falantes nativos.

Por fim, ao entender e aplicar essas regras fonéticas, você estará um passo mais perto de se comunicar com confiança e clareza em inglês!

Perguntas sobre Fonética em inglês: um guia de regras e como dominá-las

CEO & Founder da Essential. Me siga no Instagram para conteúdo diário de inglês!

Marco Castello

CEO & Founder da Essential. Me siga no Instagram para conteúdo diário de inglês!
Explore mais conteúdos como este!

Acesse o blog da Essential e amplie seus conhecimentos de inglês e espanhol.

blog essential
blog essential
blog essential
Veja também
Dicas de Inglês

Como falar os anos em inglês? Essa é uma pergunta muito comum.

Dicas de Espanhol

Glossário de termos financeiros em espanhol (com tradução para o português) Não

Essential Idiomas

Curso de imersão em inglês O curso de imersão em inglês é