Como colocar o nível de inglês no currículo? | Passo-a-passo

Compartilhe
Tempo de Leitura: 7 minutos
nivel de ingles no curriculo

Índice de conteúdos

Por que, onde e como colocar o nível de inglês no currículo?

Um currículo costuma agrupar diversas informações relevantes para que o recrutador de uma empresa possa entender quem é o candidato e quais são suas habilidades e seu histórico profissional.

Levando isso em consideração, um bom domínio de inglês é um pré-requisito fundamental para muitos cargos diferentes. E isso é ainda mais válido quando o candidato está em busca de oportunidades internacionais ou pretende integrar uma empresa multinacional.

Mas como saber que nível de inglês colocar no CV? Onde colocar essa informação? E como fazer isso de maneira clara e estruturada para facilitar o entendimento do recrutador?

Quando você redige seu currículo em inglês ou português, a seção que engloba seus conhecimentos em idiomas deve receber atenção especial.

Siga as dicas deste artigo, então, para saber como destacar os idiomas estrangeiros que você conhece em seu currículo e garantir sua entrevista de emprego!

 

Quais são as vantagens em incluir o nível de inglês no CV?

 

Incluir o nível de inglês no CV de forma correta pode trazer várias vantagens em sua candidatura:

 

  • Trazer a possibilidade de uma posição com dimensão internacional, não importa em qual área de atuação;
  • Significar a diferença entre você e outro candidato com as mesmas habilidades. Seu nível de inglês pode fazer com que você se destaque, mesmo se esta não for uma exigência da vaga;
  • Valorizar seu perfil profissional. Atualmente, para diversas empresas, o domínio de línguas estrangeiras é tão importante quanto a sua educação ou experiência profissional.

 

Onde colocar o nível de inglês no currículo?

 

Escrever um bom CV depende da sua capacidade de organizar seus pontos fortes da maneira mais vantajosa possível.

Portanto, um erro comum que as pessoas cometem na hora de indicar o nível de inglês no CV é deixar esta informação escondida no meio de outros dados. É importante destacar suas competências em língua estrangeira e mantê-las visíveis e organizadas.

Assim, não caia na armadilha de incluir seu nível de inglês juntamente aos seus conhecimentos de informática ou até mesmo hobbies. Isso pode atrapalhar sua seleção por recrutadores, principalmente quando falamos de vagas que exigem o domínio do inglês como pré-requisito.

Assim, atribua uma pequena seção separada de seu CV para os idiomas que você conhece, a fim de poder oferecer a cada um o máximo de detalhes possíveis sobre seu nível de proficiência.

 

Esta seção dedicada aos idiomas que você domina pode ter nomes como:

 

  • Idiomas estrangeiros;
  • Competências linguísticas;
  • Línguas;
  • Idiomas.

 

Como indicar o nível de inglês no currículo?

 

Existem diversas formas que você pode usar para indicar seu nível de inglês no currículo vitae. Algumas, porém, são mais indicadas do que outras.

Siga as dicas a seguir para não errar na hora de incluir o inglês em seu currículo!

 

ingles no CV

 

Evite informações pouco precisas

 

Recrutadores priorizam sempre um currículo com informações objetivas e bem apresentadas.

Assim, evite as seguintes fórmulas:

❌ Esqueça a antiga fórmula de categorizar seu domínio de inglês em partes: “leitura: avançado”, “escrita: intermediário”, “fala: básico”, etc.

❌ Também deve-se evitar representações pouco significantes ou precisas, tais como uso de porcentagem ou elementos gráficos para medir seu nível de inglês no CV. Por exemplo: Inglês: ★★★☆☆ ou Inglês: 85%. (Se você decidir usar tal indicação, certifique-se sempre de acompanhá-la com uma legenda ou explicação de seu nível linguístico real.)

 

Passo 1: Entenda seu nível de inglês

 

Ao indicar seu conhecimento em idiomas estrangeiros no CV, é importante que você saiba avaliar seu nível corretamente.

Apresentar seu nível correto ao recrutador é extremamente importante para que você esteja apto não apenas para realizar uma possível entrevista, mas o trabalho em questão.

Da forma mais generalista possível, portanto, você deve ser capaz de identificar seu nível de inglês no currículo entre os seguintes:

 

  • Língua materna: quando se trata de sua língua materna – aquela que você domina primariamente;
  • Bilíngue: quando você possui mais de uma língua materna – por exemplo, se você foi criado em mais de um país ou possui uma família que utiliza mais de um idioma;
  • Avançado: quando você consegue se comunicar fluentemente sem nenhum problema – falando ou por escrito – e possui vocabulário extenso nas mais diversas áreas;
  • Intermediário: quando você conhece o básico do idioma e é capaz de entender e fazer-se entender, mesmo que com um vocabulário simples.
  • Básico: quando você tem algum conhecimento do idioma e é capaz de se fazer entender com alguma dificuldade, mas não consegue conduzir uma conversa.

 

Passo 2: Utilize o CEFR – Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas

 

Para ser ainda mais preciso ao pôr o nível de inglês no CV, você pode fazer uso do CEFR (Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas).

Este quadro é internacionalmente reconhecido para diversos idiomas e é composto por 6 níveis diferentes, organizados em 3 categorias maiores.

Em resumo, eles são:

 

  • A | Nível Básico: A1 (nível iniciante) e A2 (nível intermediário)
  • B | Nível Independente: B1 (nível mínimo) e B2 (nível avançado)
  • C | Nível Avançado: C1 (nível autônomo) e C2 (nível bilíngue)

 

Para saber ao certo em qual nível do CEFR você se encaixa, é importante realizar um teste de nível com uma escola ou entidade especializada.

Se você indicar seu nível como A1, por exemplo, seu recrutador entenderá que você possui o grau de conhecimento mais mínimo do idioma, podendo compreender e utilizar expressões mais familiares e cotidianas de modo simples.

Já quando você indica seu nível de inglês no currículo como C2, a empresa entenderá que você domina o idioma completamente e se enquadra em um nível bilíngue, estando apto para ocupar um cargo que exija esta proficiência.

 

Passo 3: Credibilize seu nível de inglês através de certificações internacionais

 

Existem diversas certificações internacionalmente reconhecidas que servem para provar que você possui determinado nível de proficiência em inglês.

Entre as mais famosas estão o TOEIC, TOEFL e Cambridge.

Se você realizou alguns destes testes, não hesite em mencioná-los em seu CV, incluindo também a nota obtida no mesmo.

Com esta informação, seu potencial recrutador será capaz de analisar seu nível de proficiência no idioma sem dificuldade.

Para indicar seu nível de inglês em seu currículo a partir de um certificado internacional, você pode utilizar fórmulas como, por exemplo:

 

  • Inglês nível B2 na escala CEFR (certificado obtido em 2019);
  • TOEIC 785/990, nível operacional mais alto (obtido em 2021).

 

Não se esqueça de anexar o certificado internacional obtido caso seu recrutador especificamente exija comprovação de seu nível de inglês!

Se deseja saber mais sobre estas certificações internacionais, leia: Certificados de inglês: qual obter? (TOEFL, TOEIC, IELTS…).

 

Passo 4: Credibilize seu nível de inglês através de formação em uma escola de idiomas

 

Agora, se você possui educação formal de inglês através de alguma escola de idiomas especializada, você também pode usar esta formação como dado em seu CV!

Você pode fazer isso indicando o nome da escola na qual estuda ou estudou, o período em que iniciou e concluiu ou concluirá seus estudos e o nível correspondente.

Por exemplo:

 

  • Inglês C2 na escala CEFR (Curso X, escola X, formado em janeiro de 2022);
  • Nível de inglês: intermediário (Escola X, 2017-2019);
  • Inglês avançado (Escola X – período de 2016 a 2020).

 

nivel ingles no cv

 

Passo 5: Não subestime e nem superestime seu nível de inglês

 

A honestidade é algo fundamental em um currículo. Assim, mentir sobre suas habilidades linguísticas em um idioma estrangeiro pode lhe trazer problemas futuros.

Primeiramente, você deve estar ciente de que a maioria dos recrutadores irá testar suas habilidades indicadas em uma entrevista de emprego potencial. E, mesmo se não o fizerem, você ainda será confrontado com suas próprias limitações na língua quando estiver ocupando o cargo.

Você também não deve subestimar seu nível de inglês. O contexto profissional exige competências muito específicas. Assim, se você se garante na escrita e na leitura, porém tem dificuldades de pronúncia, valorize o que você conhece, principalmente em casos que você sabe que o cargo exige funções primárias de correspondência digital escrita.

 

Passo 6: Classifique os idiomas estrangeiros em seu CV por nível

 

Como ressaltamos, é preferível manter a organização do currículo e deixa-lo visualmente coerente.

Para isso, ao listar as línguas que você conhece, comece pelos idiomas em que você possui nível de domínio mais elevado.

Desta forma, os recrutadores verão primeiro seus pontos fortes e a(s) língua(s) estrangeira(s) que você conhece melhor!

Por exemplo:

 

Idiomas

Inglês – avançado (C2)

Espanhol – intermediário (B2)

Francês – intermediário (B1)

Alemão – básico (A1)

 

Exemplos de menções de nível de inglês no currículo

 

Para melhor ilustrar tudo o que apresentamos neste artigo e inspira-lo, trouxemos menções de diferentes CVs indicando de forma adequada o nível de inglês do candidato. Confira abaixo!

ingles no curriculum nivel ingles CV

colocar ingles no CV  nivel de ingles no curriculumcolocar ingles no curriculo

 

É isso! Agora que você sabe como colocar o nível de inglês no currículo, aprenda também:

Perguntas sobre Como colocar o nível de inglês no currículo? | Passo-a-passo

CEO & Founder da Essential. Me siga no Instagram para conteúdo diário de inglês!

Marco Castello

CEO & Founder da Essential. Me siga no Instagram para conteúdo diário de inglês!
Explore mais conteúdos como este!

Acesse o blog da Essential e amplie seus conhecimentos de inglês e espanhol.

blog essential
blog essential
blog essential
Veja também
Dicas de Inglês

Ler textos em inglês intermediário é uma ótima forma de praticar o

Dicas de Inglês

Os erros gramaticais são preocupações de qualquer escritor. Então, como evitar erros

Dicas de Inglês

Como escrever data em inglês? Esta é uma pergunta comum, já que